contato@comunicabc.com.br

29 de fevereiro, 2024

logo transparente escrito para fundo branco

Câncer de mama – como atos simples de autocuidado podem lhe salvar

o-que-e-cancer-de-mama

Câncer de mama

Autocuidado, uma palavra simples e muitas vezes esquecida, com tantas tarefas diárias, obrigações com o trabalho, cuidados domésticos e dias agitados, parar apenas por alguns minutos e dar aquela atenção especial para o próprio corpo pode passar despercebido e ser ignorado. Entretanto, tirar pequenos espaços no dia simplesmente para se cuidar poderá evitar que você sofra com diversas doenças no futuro, sendo uma delas o câncer de mama. Confira no decorrer deste artigo um pouco mais sobre esta doença que atinge aproximadamente 2 milhões de brasileiros ao ano, porém, possui fácil tratamento quando diagnosticado precocemente com a ajuda do autocuidado.

O que é câncer de mama

O câncer de mama pode ocorrer em mulheres e homens, mesmo que com menor frequência no sexo masculino, tal doença surge a partir da multiplicação de células cancerígenas na mama, células que formam um tumor e podem então invadir outros órgãos do corpo.

Dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA) mostram que o câncer de mama é o segundo tumor mais corriqueiro entre as mulheres, ficando atras apenas do câncer de pele.

Tipos de câncer de mama

Existem diferentes tipos de câncer de mama e os mesmos se manifestam de diferentes formas, é importante que você conheça seus tipos mais comuns e suas respectivas características para uma melhor compreensão de seu estado.

Carcinoma ductal

Tipo mais comum do câncer de mama, o carcinoma ductal se forma no revestimento dos ductos mamários e podem ser separados em dois tipos:

  • carcinoma in situ: o tumor permanece dentro dos ductos mamários, chamado de não invasivo;
  • carcinoma ductal invasivo: como o próprio nome sugere, ele é “invasivo”, possuindo a capacidade de se espalhar para outras partes do corpo.

Carcinoma lobular(h3)

Segundo tipo mais comum, podendo ser divido entre carcinoma lobular in situ e carcinoma lobular invasivo; são desenvolvidos nos lóbulos mamários e representam 15% dos casos de câncer.

Doença de Paget

Na doença de paget a doença tem seu inicio no tecido conjuntivo das mamas, na região das aréolas e mamilos; em casos mais avançados poderá ser invasivo e se espalhar por outras regiões do corpo.

O que causa o câncer de mama

Não existe um único fator ou motivo para que o câncer de mama apareça, um dos maiores riscos para o surgimento do mesmo é a idade, aproximadamente quatro de cinco casos deste câncer surgem após os 50 anos de idade; entretanto, a idade não é o único fator, siga com alguns dos agentes que aumentam o risco do aparecimento da doença:

  • Obesidade e sobrepeso;
  • Inatividade física;
  • Alta exposição a tratamentos como radioterapia, raios-x e tomografia;
  • Tabagismo;
  • Primeira gravidez após os 30 anos de idade;
  • Menopausa (parar de menstruar) após os 55 anos de idade;
  • Primeira menstruação antes dos 12 anos de idade;
  • Histórico familiar de câncer de ovário;
  • Histórico familiar de câncer de mama antes dos 50 anos de idade;
  • Alteração genética nos genes.

Como visto, existem fatores desde genéticos até comportamentais que podem influenciar no surgimento do câncer, claramente, existem algumas situações das quais não temos controle, porém, manter uma vida mais saudável e ativa poderá ser a garantia para que tal doença não lhe atinja.

Sintomas do câncer de mama

O câncer de mama comumente pode ser identificado logo em suas fases iniciais, através dos seguintes sintomas e sinais:

  • Nódulo/caroço: Sendo um dos principais sinais do câncer de mama o nódulo normalmente é indolor e fixo, esta presente em 90% dos casos e pode facilmente ser percebido pela própria pessoa ao se tocar e ter uma rotina de autocuidado;
  • Nódulos nas axilas e no pescoço;
  • Alterações nos mamilos do peito;
  • Pele avermelhada e retraída;
  • Saída anormal de liquido pelos mamilos.

Câncer de mama tratamento

O tratamento para com o câncer irá depender do estágio em que a doença se encontra, o procedimento pode ser divido em quatro diferentes estágios.

  • Estágio 1 e 2: Durante as primeiras fases da doença o procedimento de cirurgia pode ser dividido em dois setores, o primeiro sendo conservador, onde ocorre apenas a retirada do tumor e o segundo chamado de mastectomia, com a retirada da mama e uma reconstrução mamária.
    Em algumas situações poderá ocorrer da radioterapia ser indicada para complementar o tratamento.
  • Estágio 3: Nesta fase temos pacientes com um tumor num estágio maior, porém ainda localizado, neste momento o tratamento se iniciar pela quimioterapia e então segue para a cirurgia e radioterapia.
  •  Estágio 4: Quando o câncer já é descoberto em sua última fase os médicos precisarão encontrar um equilíbrio entre uma possível resposta para o tratamento da doença e um prolongamento da vida do paciente em questão. Comumente o tratamento optado é a sistemática (quimioterapia – cirurgia e radioterapia) porém outras soluções/alternativas podem ser apresentadas.

Prevenção câncer de mama

Você sabia que aproximadamente 30% dos casos de câncer de mama podem ser evitados adotando hábitos saudáveis em seu dia a dia? Definitivamente não temos uma medicina avançada o suficiente com uma solução para evitar o aparecimento desta doença, até mesmo porque, em muitas ocasiões o câncer se dá através da genética, porém, encaixar alguns hábitos e rotinas mais saudáveis em sua rotina poderá ser de grande ajuda.

  • Pratique atividades físicas diariamente;
  • Mantenha o peso corporal adequado;
  • Evite o consumo excessivo de bebidas alcoólicas e tabaco;
  • Alimentação rica em mantimentos de origem vegetal como frutas, legumes e verduras;
  • Faça o exame preventivo do câncer de colo de útero a cada três anos.

Autocuidado câncer de mama

Como visto acima 30% dos casos de câncer de mama podem ser evitados a partir do momento em que você possui um maior cuidado com seu próprio corpo, e autocuidado vai muito além de apenas se alimentar direito, significa praticar exercícios físicos, fazer exames rotineiros e preventivos, sair de casa e ter momentos descontraídos com colegas e amigos, passar momentos apenas em sua própria companhia e ter uma maior liberdade para analisar e cuidar do próprio corpo também é o essencial! Quer algumas dicas de autocuidado que você pode adotar em sua rotina? Siga:

  • Como visto nos sintomas dessa doença, os nódulos e alterações no mamilo podem ser perceptíveis, então analise e preste atenção em si mesma. Separe momentos como o banho por exemplo e cuide detalhadamente de seu corpo, conte com cremes hidratantes de seu gosto, óleos essenciais doterra, perfumes; toque seu corpo com maior liberdade e se sinta à vontade com o mesmo;
Ter um momento reservado em que consiga tocar, analisar e ter um maior cuidado com seu próprio corpo é de extrema importância no combate ao câncer.
  • Tenha uma vida social ativa, mantenha contato com amigos e familiares, mantenha por perto pessoas das quais você gosta da companhia e lhe fazem bem, ter momentos para se divertir e conversar abertamente também é autocuidado; estudos apontam que níveis elevados de estresse crônico podem desencadear o surgimento do câncer;
  • A vida vai muito além do trabalho, retire momentos para ficar sozinha(o), leia um livro, assista uma serie/filme de seu gosto, não passe todo o seu tempo preso em obrigações e tarefas do trabalho.

Apesar do grande tabu e a desinformação envolvendo o câncer de mama, por mais que realmente pareça algo simples e indireto, o autocuidado e você simplesmente se tocar e prestar atenção em seu corpo diariamente poderá ser o grande motivo pelo qual será curado.

Tags:

Redação Freud Online

Redação Freud Online

O Freud Online é um portal que traz as principais artigos para te ajudar. Trazendo dicas e muito conteúdo de qualidade.

Está Gostando? Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimos artigos publicados​